Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Tu.


Porque tu foste embora e nem se quer disse-me adeus;
Porque tu fizeste amar-te com toda minha pureza e pecado que podia sentir;
Porque tu quando soubeste desse amor não me procurou;
Porque tu não vem mais ao encontro meu;
Porque tu és o homem em que depositei minhas esperanças harmonizais...
e tu o que fizeste?
Deixaste espaço para outro alguém entrar em minha vida e fazer-me o que tu me fizeste em um breve momento, feliz. E nada tu procuras fazer.
E tu estas saindo de meu coração e minha mente aos pouco, onde esse alguém ocupa o seu lugar... pois o que tu não sabias era que eu queria somente ser feliz, e nada mais.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Multidão.

'... E no meio da multidão me perco procurando uma pegada sua...
Na verdade não sei bem o que procuro... procuro seu corpo, seu geito, seu sorriso, seu amor... de fato o que procuro é um amor, não sei bem de quem, ou como, não sei se seu, só o procuro, de forma que eu mesma nem sei explicar. Eu não quero a batida perfeita, eu quero o descompasso. Quero que esse amor me dê uma pista, uma lágrima, só quero que me dê algo! '

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Acções.


Eu já me enganei sobre muitas pessoas e também já me enganei sobre mim mesma. Já me enganei com promessas que não foram cumpridas, com palavras que jamais foram ditas, com acções que foram mentiras. Já disse "nunca mais" e fiz tudo novamente, já disse "sempre voltarei" e nunca lembrei-me de voltar. Já pensei que fosse para sempre e nem percebi quando acabou. Já chorei rios de lágrimas amarguradas e depois percebi que não valiam a pena. Já errei muito e ainda erro, já persisti no mesmo erro. Já me dei por inteira em um relacionamento e com ele quebrei a cara, e mais uma vez me dei por inteira de novo. Já machuquei quem não deveria. Já me decepcionei com os que mais amei e amo. Já gostei de quem não gostou de mim. Já desprezei quem dizia gostar de mim. Já disse "quero só um tempo" e nunca voltei. Já acabei e quis voltar. Já escrevi e não mandei. Já disse "eu te amo", quando deveria ter dito "te quero bem". Já quis ter dito "eu te amo" e ao invés disse "até logo". Já fiquei calada ao invés de ter dito "não se vá". Faço ideia do quero fazer daqui 10 anos, mas não sei que roupa vestir amanhã. Não me recordo do que comi ontem, mas me lembro de cada palavra carinhosa dita por todo esse tempo. Sinto saudade do que não tive, do que não vivi... sinto falta até mesmo de quem está perto de mim, podendo amar sem ser notada. Posso morrer de ciúmes e mesmo assim não conseguir sofrer. Posso estar longe, mas meu coração deixa-o sempre por perto. Posso esquecer quem me deixou triste, mas não esqueço jamais de quem me fez feliz!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Tentativas.


Eu tentei fazer você acreditar que ia dar certo;
Eu tentei fazer dar certo;
Eu tentei fazer você voltar atrás;
Eu tentei fazer você parar com tudo isso;
Eu tentei mudar;
Eu tentei outras formas;
Eu tentei outros gestos;
Eu tentei ser outra pessoa;
Eu tentei ir além do que podíamos;
Eu tentei passar em cima de todas as barreiras;
Eu tentei fazer com que não acabasse;
Eu tentei insistir;
Eu tentei parar de me iludir;
Eu tentei te esquecer;
Eu tentei não ir mais te ver;
Eu tentei me segurar;
Eu tentei não mais te beijar;
Eu tentei não te olhar;
Eu tentei em teu corpo não tocar;
Eu tentei não te ligar;
Eu tentei não chorar;
Eu tentei não lembrar;
Eu tentei não recordar;
Eu tentei não me machucar;
Eu tentei deixar de te amar...
EU sei como eu tentei...

Mas agora eu cansei...
Cansei de ir te procurar;
Cansei de te telefonar;
Cansei de dizer eu amo você...
Cansei, e agora serei feliz!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Goste.


Goste de alguém que te ame, alguém que te espere, alguém que te compreenda mesmo nos momentos de loucura, de doçura; De alguém que te ajude, que te guie, que seja seu apoio, seu porto seguro, tua esperança; teu tudo.
Goste de alguém que não te traía, que seja fiel, que seja leal, que sonhe contigo; Que só pense em você, no teu rosto, na tua delicadeza, no teu espírito, no teu sorriso, na tua alma e não no teu corpo, nem em teus bens. Goste de alguém que te espere até o final, que vá em frente contigo, que não a deixe caminhar só; De alguém que sofra junto contigo, que ria junto a ti, que enxugue suas lágrimas, que te abrigues quando necessário, que fique feliz com tuas alegrias e que te dê forças depois de um fracasso. Goste de alguém que volte pra conversar com você depois das brigas, depois do desencontro, depois de discórdias. Goste de alguém que acima de tudo vá por seus sentimentos, que tenha sentimentos. Goste de alguém que abra a mão de tudo, por tudo, com você; Que se declare, que se encante, que viva intensamente por seu amor, que queira seu amor, nada somente dele, nada importa mais que ele. Goste de alguém que caminhe junto a ti, que seja companheiro, que respeite tuas fantasias, tuas ilusões, teus desejos e vontades. Goste de alguém que te ame. Não goste apenas do amor, da paixão, do tesão. Goste de alguém que sinta o mesmo sentimento por você...”

sexta-feira, 10 de setembro de 2010

Surpreenda.


Surpreenda.
A cada minuto que passa de sua vida e você não o aproveita ao máximo é uma perda. Faça o que você sempre teve vontade de fazer, saia da rotina que tanto lhe prende, divirta-se, pule, dance, cante, beije, grite, e melhor de tudo, viva intensamente cada segundo de teus passos.
Faça o que você sempre teve vontade de fazer mas não teve coragem pelo simples fato de se importar com o que os outros vão achar, ou até mesmo por medo, liberte-se! Beije, o tempo que você achar necessário que vale a pena, o tempo que lhe der vontade, lhe der desejo, até o tempo em que lhe tire o fôlego, arrisque! Dance, até o momento em que suas pernas fiquem bambas, em que você fique puro suor, em que seus pés já não tenham tanto espaço para seus calos, provoque! Faça amor, no meio da rua, na praia, no campo, na areia, na água, na quadra, na chuva, no carro, em qualquer lugar que você tenha prazer, satisfação e desejo, não limite-se, apenas viva! Surpreenda, cada palavra que você deseja falar e não tem coragem por medo das reacções das pessoas, fale, liberte-se, diga o quanto você ama alguém, o quanto você quer ela do seu lado, diga para seu amigo o quanto ele é importante e essencial em sua vida, o quanto você agradece das horas e horas em que ele com partilhou os melhores momentos de sua vida, diga para sua família o quanto você os ama, o quanto você esta do lado deles para qualquer coisa independente de que seja, somente você esta do lado.
Diga, nunca canse de dizer o que se tem vontade... faça, nunca canse de fazer e arriscar o que desejas... viva, como se pudesse ser apenas aquele instante... e nunca esqueça, apenas surpreenda, seja a si mesmo ou aos outros... simplesmente entenda, simplesmente surpreenda!

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Contrastes.


A vida também é feita de contrastes, como uma imagem no espelho onde vemos tudo ao contrário, quem mais amamos não nos ama, e quem nem imaginamos, é enlouquecida mente apaixonado por nós. Sonhamos com uma coisa, mas queremos outra, queremos uma viagem e ela nunca acontece, criamos quadros mentais de felicidade que desmoronam sozinhos com a dura realidade em um piscar de olhos... e nos perguntamos sempre: por quê?
Nem sempre vamos encontrar o mar que desejamos, se queremos navegar queremos o mar sereno, se queremos surfar rezamos pelas ondas altas,porém se vamos pescar preferimos calmaria... como agradar tanta gente e tantos sonhos?
Na verdade é o que nunca sabemos realmente o que queremos, desejamos... nossos sonhos e desejos sempre são contraditórios. Hoje amo você e você me odeia, amanhã te esqueço e você dá-se conta que me ama.
Através dos contrastes a vida vai ensinando que até o ódio é uma forma contrária de amar, que a nossa tristeza é sempre passageira e que à alegria sim é a nossa companheira, que se um sonho é destruído outro deve ser colocado em seu lugar, que se um amor é perdido devemos de novo aprender a amar.

Por tantos contrastes, podemos dizer: 'aprendemos com a dor a valorizar ainda mais as conquistas que a vida nos proporciona com fé, esperança e amor.'


P.S: Duas semanas de provas, mas agora estou de volta!!