Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Multidão.

'... E no meio da multidão me perco procurando uma pegada sua...
Na verdade não sei bem o que procuro... procuro seu corpo, seu geito, seu sorriso, seu amor... de fato o que procuro é um amor, não sei bem de quem, ou como, não sei se seu, só o procuro, de forma que eu mesma nem sei explicar. Eu não quero a batida perfeita, eu quero o descompasso. Quero que esse amor me dê uma pista, uma lágrima, só quero que me dê algo! '

8 comentários:

  1. eu estou queria, a minha melhor amiga é que deve de estar num caco ;x

    ResponderExcluir
  2. Estar em meio a muitos, rodeada de pessoas, e sentir falta de uma pessoa. A que falta pra sermos completas. Sem ela, não podemos ser nem a metade do que somos. E distantes nos levam a melhor parte. Beijo meu.

    ResponderExcluir
  3. Mulher tá sempre nessa neh?!

    www.vanessamonique.blogspot.com
    :*

    ResponderExcluir
  4. Às vezes é quando não se procura que se encontra. :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Claudia!
    O texto se encaixou muito bem com a imagem!
    E, acho que todas nós já sentimos isso ao menos uma vez.
    Beijos,
    Vanessa Sagossi
    comentandoofilme.blogspot.com

    ResponderExcluir

Aproveitem o melhor do blog... muito feliz por estarem aqui! Voltem sempre. Beijinhos :*