Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Um Amor Devastador.



Queria que muitos não se iludissem com tão pouco, pouco que pra eles é tudo.. Um sentimento como amor é muito profundo e não temos idéias exatamente de como esse sentimento é intenso. Um sentimento que nos leva as nunvens, a dar gargalhadas, a sonhar acordada, a dizer o quanto você quer tal pessoa... sem saber também que o amor é um sentimento devastador, que trás tristezas, sofrimentos, lágrimas, depressão... Não quero que essa terrível limitação de amar alguém e esse alguém não poder lhe dar o seu amor, por motivos além do esperado, machuque, e mesmo que não queira, machuca mesmo! Dizer que vou sempre te amar e sempre te esperar ao tempo que for necessário, é tolice! Hoje vejo que não é bem assim. Não devemos parar no tempo e esperar a boa vontade de alguém vir e dizer: Ah, agora sim podemos ficar juntos! E o meu sofrimento de todo esse tempo? Minhas mágoas? Minhas lágrimas? Não significam nada? Para o amor não... Na verdade acho que eu que não estou preparada para amar. Eu que não estou preparada para te esperar. Até porque o meu sofrimento, as minhas mágoas e minhas lágrimas já não teem mais forças para se expressar. Eu não tenho mais forças para lutar contra eles, não, eu não tenho. 
O amor devia ser mais simples.. Ah, se a gente então se gosta, vamos ficar juntos e os outros que se explodam!!! Queria que algumas vezes fossem assim, mas não, não é! Nada na vida é simples assim, e muito menos o amor...

terça-feira, 27 de abril de 2010

Pessoa Errada.







Pensando bem, em tudo o que vivemos e vivenciamos, que ouvimos e pensamos, na verdade não existe uma pessoa certa pra gente. Existe uma pessoa que, se você for parar pra pensar é na verdade a pessoa errada. Porque a pessoa certa faz tudo certinho... chega na hora certa, fala as coisas certas, faz as coisas certas, mas nem sempre agente tá precisando das "coisas certas", aí é a hora de procurar a pessoa errada! 
A pessoa errada te faz perder a cabeça, a fazer loucuras, perder a hora, morrer de amor. A pessoa errada vai ficar um dia sem te procurar, porém quando for a hora em que vocês se encontrarem, a entrega torna-se muito mais verdadeira. A pessoa errada, é na verdade, aquilo que agente chama de pessoa certa.
Eessa pessoa vai te fazer chorar, mas uma hora depois vai estar enxugando suas lágrimas; essa pessoa vai tirar seu sono, mas vai te dar em troca uma noite de amor inesquecível; essa pessoa talvez te magoe e depois te enche de mimos pedindo perdão; Essa pessoa pode não estar a todo tempo ao seu lado, mas vai estar o tempo todo da vida dela esperando por você, vai estar o tempo todo pensando em você.
A pessoa errada tem que aparecer para todo mundo, porque a vida não é certa, nada aqui é certo... o que na verdade é certo mesmo, é que temos que viver cada momento, cada segundo amando, sorrindo, chorando, emocionando, pensando, agindo, querendo, conseguindo, buscando, e só assim é possível chegar aquele momento do dia em que agente diz: "Graças a Deus tudo deu certo". Quando na verdade tudo o que ele quer, é que agente encontre a pessoa errada, para que as coisas comecem a realmente funcionar direito para nós, para nós por si só procuremos as certezas e o que achamos que realmente é "certo". 
Nossa missão: compreender o universo de cada ser humano, respeitar as diferenças, brindar as descobertas, buscar a evolução, pois quando achamos que temos todas as respostas, vem a vida e muda todas as perguntas.

(texto encontrado no orkut)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Sol e Lua.

"Escondida ao fim da tarde
Quando o Sol se vai deitar
Acorda a Lua a chorar
Por não ter a quem amar
O Sol e a Lua
São amantes irreais
Não se veêm nem se tocam!
Quem foi que tal disse?
Seu amor como o nosso
Acontece em dia de eclipse
Assim tão raro e tocante
Um amor vive e renasce
Passa as tormentas da ausência
Mas revive sempre algum dia
Não é só coincidência."
(Anônimo)