Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Sol e Lua.

"Escondida ao fim da tarde
Quando o Sol se vai deitar
Acorda a Lua a chorar
Por não ter a quem amar
O Sol e a Lua
São amantes irreais
Não se veêm nem se tocam!
Quem foi que tal disse?
Seu amor como o nosso
Acontece em dia de eclipse
Assim tão raro e tocante
Um amor vive e renasce
Passa as tormentas da ausência
Mas revive sempre algum dia
Não é só coincidência."
(Anônimo)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aproveitem o melhor do blog... muito feliz por estarem aqui! Voltem sempre. Beijinhos :*