Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

sábado, 19 de junho de 2010

Intensidade.

Intensidade, palavra certa que posso descrever todos os momentos em que passamos juntos, momentos de tamanha intensidade. Foi tão pouco tempo, porém tão intenso, tão bom, tão maravilhoso. Nosso relacionamento ficou com uma intensidade de até causar incomodo e náusea nos outros. Sentimentos nossos que a cada segundo aumentava tornando-se mais fortificado e que nada nos abalava. Sentimento no qual ainda não saiu do meu peito, não saiu dos meus pensamentos, não saiu do meu coração. Sentimento que abalou literalmente todas as minhas estruturas, todo o meu 'equilíbrio', sentimento que ainda não sei lidar com ele.
Hoje, o que era intenso não é mais... não mais daquela forma em que vivíamos grudados um no outro. Hoje em dia existe a distância que nos separa, junta também com a mágoa, ressentimento, medo... medo de querer tá junto, mas não poder. Porém quando nos encontramos essa intensidade volta, volta com toda força que possamos imaginar. Corro atrás dessa intensidade, mas não acho mais, não aqui com você longe de mim.
Pergunto-me o porque de toda essa distância, o porque de todo esse medo... e sempre acabo na mesma resposta, resposta na qual não queria lembrar, resposta na qual queria eliminar e que juntos podessemos ficar.
Eu, sinceramente, peço todos os dias a Deus que haja uma alternativa para nós, que possamos ser felizes juntos... e eu sei que um dia ele vai me escutar e me ajudar... e pode ter certeza que toda essa intensidade vai voltar!

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Amizade.

“Escolho meus amigos não pela pele ou outro arquétipo qualquer, mas pela pupila.
Tem que ter brilho questionador e tonalidade inquietante.
(...) Fico com aqueles que fazem de mim louco e santo.
Deles não quero resposta, quero o meu avesso.(...) Escolho meus amigos pela alma lavada e pela cara exposta.(...) Quero amigos sérios, daqueles que fazem da realidade sua fonte de aprendizagem,mas lutam para que a fantasia não desapareça.
Não quero amigos adultos nem chatos
Quero-os metade infância e outra metade velhice.
Crianças, para que não esqueçam o valor do vento no rosto: e velhos, para que nunca tenham pressa.
Tenho amigos para saber quem eu sou.
Pois os vendo, loucos e santos, bobos e sérios, crianças e velhos, nunca me esquecerei de que “normalidade" é uma ilusão imbecil e estéril."
(Oscar Wilde)


Obrigada a todos vocês, meus amigos. Amigos sei que se contam aos dedos... e os meus são os melhores que alguém pode ter! Alguns estão perto de mim a toda hora, porém outros estão distantes, deixando uma enorme saudade e vontade de esta sempre por perto. Saibam que vocês fazem parte de mim... Há vocês, sincera mente, devo inúmeras coisas... e nunca esqueçam que faço de tudo por meus amigos. Amo vocês!!

Reencontro.

Na verdade com os desencontros que estavam acontecendo com a gente não pensei que a gente iria se encontrar logo... na verdade pensei que nunca mais nos viríamos.
Poxa, você não sabe o quanto foi bom te ver... ver aquele rosto que eu tocava, aquela boca que eu beijava... e aquele sorriso? Caramba, um sorriso que me fazia uma falta incontrolável, como foi bom te reencontrar. Quando vi você não fui realmente do jeito que queria ser com você, eu estava louca pra te abraçar, te beijar e dizer o quanto estava com saudades... mas não. Tive medo de sua reação, não fazia a mínima ideia do que poderia acontecer em nosso reencontro. Sinceramente até pensei em umas hipóteses... pensei que iríamos conversar, até mesmo discutir por besteiras, por conversas alheias... só que aconteceu o que eu menos esperava, porém o que eu mais queria... era te amar!
Era tudo tão bom, sentir o gosto do seu beijo, o seu cheiro, tudo novamente... sentir o calor de seu corpo, ah que saudades que eu estava. Saudades dos beijos molhados, da sua pegada, o amor ardente... de todo amor que podíamos entregar um ao outro naquele momento, de todo prazer.
Foi tudo tão lindo e maravilhoso, como antigamente.
Cada segundo que passei te amando e por estar em seus braços, valeu por esperar tanto tempo.
Na verdade torço muito para que haja outros reencontros, e que a cada vez eles tornem-se melhores...
e eu não vou cansar de dizer: Eu Te Amo.

terça-feira, 1 de junho de 2010

Porta Aberta.


Minha porta está aberta, caso você queira voltar, caso você queira ficar e nunca mais sair de lá.
Pode ser loucura, depois de esse tempo eu te esperar, mas os sentimentos que guardo aqui no peito falam mais alto, alto ao ponto de você escutar ele gritar... sentimentos no qual desde que você saiu dessa porta nunca mudou... sentimento que quando te vejo, te ouço, te cheiro, faz meu coração disparar.
Já me falaram muito sobre sentimentos desse tipo, que mal te deixa respirar, que te atormenta, te enlouquece, mas por mim ficaria louca para sempre.
Minha porta está aberta, para aquela pessoa que saiu de lá, levando meus sentimentos, sentidos e emoções. 
Minha porta está aberta, para um grande amigo, que apesar do pouco tempo tem todo o meu carinho, todos os meus segredos...
Minha porta está aberta, para um grande amor, que apesar do pouco tempo tem todo o meu amor, todos os meus desejos...
Aberta eu hei de deixar, estarei na porta a te esperar, pois o mundo dá voltas e eu sei que vais voltar... mesmo que não seja nessa vida, ainda vou te encontrar!