Mudanças são inevitáveis. Existe um fluxo invisível que não nos permite seguir sempre o mesmo caminho. Nada permanece intacto. Nem as nossas convicções, as nossas idéias, por mais que queiramos que permaneçam. Por mais que o passado pareça reconfortar a vida não se resume somente a isso. É por isso que existe o Sol e a Lua.
Você acordará de manhã e o Sol estará lá, entrará a noite a Lua estará lá, pra te lembrar de que não há nada insuperável. Os dias prosseguem. E como já dizia Nietzsche, aquilo que não me destrói, fortalece-me.
Tudo é aprendizado, basta você querer enxergar isso!

domingo, 16 de maio de 2010

Solidão.


Ninguém sabe a mágoa que trago no peito, quem me ver sorrir desse jeito nem se quer sabe da minha solidão...
 Solidão, coisa que se passou em um mero minuto quando falei com você, ela se foi, para bem longe, onde quem apareceu foram as lembranças e as saudades... Lembranças dos nossos momentos... e que momentos hein? Pois é, como dizem o que é bom dura pouco. Apesar que não concordo muito bem com essa frase... Pois o que é bom, pode continuar bom, só depende dos fatores que se entrelaçam na história. 
A diferença é que nossos fatores entrelaçados foram cortados...
 Solidão, que no instante que desliguei me deu uma vontade louca de te encontrar, te abraçar e te beijar... e ela pôs-se a voltar, a me torturar, a me acompanhar. Essa solidão que me atormenta todo dia, a toda hora.. que roubou o seu lugar, ou você que a deixou ficar em seu lugar?
 Essa é uma questão que tenho inúmeras respostas, inúmeros conceitos... e nem sei bem qual é o certo.
 A única certeza que tenho é que estou só... só, a te esperar...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aproveitem o melhor do blog... muito feliz por estarem aqui! Voltem sempre. Beijinhos :*